1.12.10

TERRA MADRE DAY




O Slow Food é uma associação internacional sem fins lucrativos, mantida por seus membros, fundada em 1989 para se contrapor ao desaparecimento das tradições alimentares locais e à diminuição do interesse das pessoas pelo alimento que consomem, sua procedência, seu sabor e como nossas escolhas alimentares afetam o resto do mundo.

No dia 10 de dezembro o movimento Slow Food comemora o Dia do Terra Madre, e centenas de eventos simultâneos serão realizados em todo o mundo.

O Slow Food Cerrado, célula do Movimento Slow Food de Brasília, convida a todos para um Brinde às Mulheres da Terra, com a apresentação do curta-metragem Mulheres da Terra, dirigido por Márcia Paraíso, e um jantar degustação de pratos criados especialmente para a ocasião pela Chef Marilde Cavaletti, e preparados com produtos locais, agroecológicos e do Cerrado. O cardápio da noite consistirá em:

Entrada
Rodada de petiscos do Mercado 153

Jantar degustação
Mini folhas com ratatuille crioulo e molho de araticum;
Jambalaya do cerrado;
Polenta com tuille de pequi e galinha caipira;
Rosti vegetariano com queijo canastra grelhado;

Sobremesas
Creme givrée de frutas nativas;
Mini pudim com trio de baunilhas: Cerrado, Madagascar e México.

Bebidas:
Água
Sucos de frutas do Cerrado
Espumante Gran Legado Charmat

Mais Detalhes:
Data: 10 de dezembro de 2010 (sexta-feira)
Horário: 19h30
Local: Armazém 153
SCN QD. 05, Bloco A, loja 110w, Brasília Shopping, telefone (61)3047-8680

Convites: à venda no Armazém 153 - R$30,00 (sócios do Slow Food), R$50,00 (ñ sócios do Slow Food).
Sócios do Slow Food devem apresentar a carteirinha em dia no momento da compra.
*este evento será em benefício dos projetos de Educação do Gosto do Slow Food Cerrado.

Realização: Slow Food Cerrado
Participação: Central do Cerrado
Apoio: Armazém 153

Para saber mais:
Slow Food:
O Slow Food é uma associação internacional sem fins lucrativos fundada em 1989 como resposta aos efeitos padronizantes do fast food; ao ritmo frenético da vida atual; ao desaparecimento das tradições culinárias regionais; ao decrescente interesse das pessoas na sua alimentação, na procedência e sabor dos alimentos e em como nossa escolha alimentar pode afetar o mundo. Segue o conceito da ecogastronomia, conjugando o prazer e a alimentação com consciência e responsabilidade, reconhecendo as fortes conexões entre o prato e o planeta. Hoje conta com mais de 100.000 associados que formam e mantêm o movimento.
www.slowfoodbrasil.com

Slow Food Cerrado:
O Convivium Slow Food Cerrado nasceu em Brasília em novembro de 2009, a partir do desejo e necessidade de um grupo de pessoas por uma maior conexão e valorização deste bioma tão rico: o Cerrado. E nada seria mais prazeroso que fazer isso através da ecogastronomia.
É formado por pessoas de diversas áreas da sociedade civil, e desenvolve atividades sem fins lucrativos incluindo a aproximação e articulação com produtores locais, organização de degustações e palestras, atividades de educação do gosto e encontros de convivência. Luta pelo alimento bom, limpo e justo e cultiva o gosto ao prazer e à qualidade de vida no dia-a-dia.
www.slowfoodcerrado.org
cerrado@slowfoodbrasil.com

O Terra Madre e sua Rede:
A rede Terra Madre foi lançada na reunião inaugural de 2004 em Turim, Itália. Os quatro encontros mundiais das comunidades do alimento Terra Madre, organizados pelo Slow Food desde então, promoveram o encontro de milhares de agricultores, produtores, chefs, educadores, jovens e ativistas de 150 países para que pudessem trabalhar juntos para melhorar o nosso sistema alimentar.
Hoje, a rede Terra Madre é constituída por todos aqueles que querem agir para preservar, estimular e promover métodos de produção alimentar sustentáveis, em harmonia com a natureza, a paisagem e os saberes tradicionais, dedicando especial atenção aos territórios, às variedades vegetais e às espécies animais que têm permitido preservar a fertilidade das terras através dos séculos.
www.terramadre.org

Dia do Terra Madre:
Em 2009, o Slow Food organizou o primeiro Terra Madre Day: mais de 1000 iniciativas em 120 países, representando um dos maiores eventos coletivos jamais realizados em escala global para celebrar a diversidade alimentar, proclamando o direito a um alimento bom, limpo e justo. Os convivia Slow Food e as comunidades de Terra Madre se tornaram porta-vozes de agricultores e produtores de pequena escala, cozinheiros responsáveis e consumidores conscientes, demonstrando, em suas regiões, que a nossa campanha global para uma alimentação melhor começa a partir das economias locais sustentáveis, capazes de tornar mais agradável a vida de cada um de nós.
No dia 10 de dezembro é nossa intenção, mais uma vez, chamar a atenção sobre a importância das comidas locais, e queremos que cada um utilize a própria criatividade para divulgar a nossa mensagem, promovendo sistemas alimentares melhores: vamos dar início a uma revolução global, com raízes locais!
www.slowfood.com/terramadreday

Central do Cerrado:
É uma iniciativa sem fins lucrativos estabelecida com 35 organizações comunitárias que desenvolvem atividades produtivas a partir do uso sustentável da biodiversidade do Cerrado. Funciona como uma ponte entre produtores comunitários e consumidores, oferecendo produtos de qualidade como: pequi, baru, farinha de jatobá, farinha de babaçu, buriti, mel, polpas de frutas, artesanatos, dentre outros, que são coletados e processados por agricultores familiares e comunidades tradicionais no Cerrado.
www.centraldocerrado.org

Mulheres da Terra (25min):
Produzido pela Plural Filmes sob a direção de Márcia Paraíso, e recentemente premiado no 2º Festival de Cinema e Vídeo Rural de Piratuba, Mulheres da Terra foi filmado nas cidades de Marema, Mondaí, São Miguel do Oeste, Chapecó, Anchieta e Palmitos. O documentário entrevista mulheres do Movimento de Mulheres Camponesas de Santa Catarina (MMC/SC) sobre o Projeto de Sementes Crioulas, e mostra a luta de seis camponesas em preservar a tradição e defender um futuro de biodiversidade por meio de sementes crioulas, que são sementes guardadas, reproduzidas e melhoradas milenarmente por comunidades tradicionais. Essas sementes aparecem como uma opção para pequenos agricultores que desejam uma forma de germinar mais resistente, com sementes mais fortes, porque foram escolhidas por meio da seleção natural.
http://www.pluralfilmes.com.br/
_______________________________
Slow Food Cerrado - Brasilia (DF)

http://twitter.com/SlowFoodCerrado
http://www.slowfoodcerrado.org
www.slowfoodbrasil.com