8.5.08

Abaixo o Português formal...

Passei os últimos dois dias no Congresso Nacional, mais especificamente na Câmara, no Auditório Nereu Ramos participando de um Seminário sobre Igualdade Racial.

Quero escrever alguns posts sobre o seminário mas vou começar por um fato inusitado, ou não, que presenciei na abertura do seminário. Os três deputados que apresentaram o seminário me surpreenderam quando discursaram como se estivessem em casa com a família, explico , não tenho nada contra o regionalismo ou contra a maneira pessoal de se conversar informalmente, mas acredito firmemente que devemos saber falar um português correto em situações específicas como por exemplo um discurso em um seminário.

Outra ocorrência foi que eles estavam muito pouco preparados para o evento, não sabiam o nome dos outros componentes da mesa e nem mesmo o homenageado do evento foi poupado, pois Abdias Nascimento, foi chamado de Abadia por várias vezes...

O mais chocante entretanto foram frases ditas por outras pessoas com quem comentei o assunto:

" Se eles falarem direito perdem votos...", " eles têm que se fingir de povo.." ( quer dizer que para o povo gostar e votar a pessoa tem que se fingir ou ser ininteligível?)
" Melhor falar errado e fazer alguma coisa que falar certo e ser bandido" ( Não dá para combinar os dois não?)

Ah um deputado citou orgulhosamente estar em seu quinto mandato... ou seja 20 anos ganhando um bom salário, poderia ter feito um cursinho de oratória ou comprando pelo menos um livrinho com dicas de português....

Volto com mais...